Nos manifestamos contra a alteração do calendário no município de São Paulo com a antecipação do feriado de 20 de Novembro.
Ainda que tenha sido tomada em função da situação de emergência de saúde que enfretamos, tal medida reforça a tentativa de apagamento desta data histórica e de silenciamento das pautas dos movimentos negros organizados.
Além disso, é uma ação que se mostra paliativa e ineficaz, pois não reduz o índice de circulação nas ruas, especiamente daqueles que realmente precisam trabalhar para sustentar suas famílias, fazendo com que a doença continue se propagando.
São Paulo é uma das cidades mais atingidas pela pandemia da COVID-19 e não tem obtido êxito em aumentar os índices de isolamento social.

E isso não será possível enquanto vereadores e o executivo não criarem políticas que realmente permitam que pessoas em condição de maior vulnerabilidade fiquem em casa, sem colocar em risco a sua segurança alimentar, sua saúde e sua vida.

Esses direitos podem ser assegurandos, por exemplo com uma ação massiva e continua de distribuição de cestas básicas e itens de higiene pessoal à população de baixa renda, fornecimento semanal de água potável nas comunidades que não têm acesso a abastecimento de água e ainda a aprovação de um programa de renda básica emergencial com recursos de fundos municipais.
Somente uma politica pública mais ampla poderá permitir que a população realmente fique em casa.

Categories:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *